Na última quinta (8) o STF decidiu por 9 votos a 2, o fechamento das igrejas como medida de diminuir a propagação do vírus da covid-19. O Ministro Gilmar Mendes, relator, votou para que os templos sigam as restrições previstas em decreto do governo de São Paulo. Apenas os Ministros Nunes Marques e Dias Toffoli não seguiram o relator. Representantes de instituições religiosas questionam soluções que não atinjam a liberdade e exercício da fé.

Em uma entrevista ao SBT, o Bispo Robson Rodovalho, líder da Igreja Sara Nossa Terra e Presidente do CONCEPAB (Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil) sugeriu a ampla discussão entre vereadores e deputados estaduais para criação de regras e protocolos, para que as igrejas mantenham-se abertas. “Nós entendemos que as igrejas, sob condições sanitárias, dentro das regras estabelecidas não somam como atividades de impacto de contaminação.

Veja um trecho da entrevista: