O ex-BBB Arthur Picoli criticou a postura de internautas que desejaram a morte do presidente Jair Bolsonaro, internado desde quarta-feira (15/7) em um hospital de São Paulo, após ser diagnosticado com obstrução intestinal.

“Não concordar com a atual gestão do nosso país é uma coisa, desejar o pior para o presidente já é doentio, deseje saúde pois no momento é o que todos nós queremos e precisamos”, escreveu o crossfiteiro, em postagem no Twitter.

O modelo, que é assumidamente de esquerda, recebeu várias mensagens, entre críticas e apoio. “Queremos derrotar o Bolsonaro sim, mas na política. Independente das divergências políticas que são enormes, somos humanos”, comentou o perfil do Partido dos Trabalhadores de São Paulo.

Essa não é a primeira vez que Arthur se posiciona politicamente nas redes. Ao sair do reality global, em maio de 2021, ele questionado sobre seu posicionamento por seguidores e respondeu, bem-humorado. “Pelo amor de Deus, chega de falar de política. Bora falar de matemática. Quanto é 20 menos 7?”, escreveu ele, dando a entender que apoia o PT, que tem como número chave o 13.